Economia

Projeto de I&D em Espaço Marítimo “Blue Circular Postbranding Project” da Universidade Europeia

Em associação com o projeto “A Pesca por um Mar sem Lixo”, promovido pelo Ministério do Mar e desenvolvido pela Docapesca, em parceria com a APLM – Associação Portuguesa do Lixo Marinho, decorreu na tarde do passado dia 20 de novembro no “Ericeira Business Factory”, uma primeira ação para apresentação à comunidade piscatória do projeto-piloto de Economia Circular Azul a implementar na Ericeira, bandeira do projeto de preservação dos ecossistemas e da biodiversidade marinha, enquanto Reserva Mundial de Surf, o projeto de investigação & inovação em Espaço Marítimo, denominado por “Blue Circular Postbranding Project”, financiado pela A2S – Associação para o Desenvolvimento Sustentável da Região Saloia e pela Comissão de Gestão do MAR2020, promovido pela Universidade Europeia por iniciativa da sua Unidade de I&D – UNIDCOM/IADE, sob a orientação dos professores Carlos A. M. Duarte e Isabel Farinha da Universidade Europeia e Rui Miguel da Universidade da Beira Interior.

Blue Circular Postbranding Project” apresenta como Missão, Visão e Valores, os seguintes princípios:

  • MISSÃO: a partir do lixo marinho (plásticos e redes de pesca) visa-se produzir artigos duradouros com impacto ambiental, social, visual e de consumo consciente.
  • VISÃO: procura fomentar um processo transparente e integrado de economia circular potenciando um desenvolvimento socioeconómico assente no princípio de “eu compro o que é nosso”.
  • VALORES: a sustentabilidade marca um processo ético e criativo de ecodesign focado num elevado padrão de qualidade e de consciência ambiental.

Nesta ação estiveram presentes, para além de representantes da Docapesca e da APLM, entidades representantes da comunidade piscatória (Associação de Pescadores Profissionais da Ericeira e do Clube Naval da Ericeira), da política (presença do vice-presidente e da vereadora responsável pela higiene, limpeza urbana e gestão de resíduos da Câmara Municipal de Mafra) e de natureza empresarial do concelho de Mafra (TRATOLIXO – Tratamento de Resíduos Sólidos, EIM, S.A. e Plasoeste – Sociedade Transformadora de Plásticos, Lda.), para além de outras que fizeram questão de estarem presentes, tais como a A2S; a Mútua dos Pescadores – Mútua de Seguros, CRL; a Seção dos Oceanos da Sociedade de Geografia de Lisboa, o Instituto Politécnico de Leiria ou do Clube de Oficiais da Marinha Mercante.

Acerca do autor

ericeiraonline

ericeiraonline

Adicionar comentário

Clique para comentar