Mais fácil…haja vontade e saber!

CADA DIA É…

MAIS FÁCIL  FAZER…

Jornais, rádios, Televisão…enfim, comunicação. Milhares de licenciados saem das universidades todos os anos directamente para o desemprego.

Alguns ainda têm a sorte de conseguir um estágio, outros esquecem o que aprenderam enquanto tentam a sorte num café, enviando currículos e desabafando a dizer mal de tudo o que o rodeia pela má sorte em ter escolhido tal curso.

Está ainda na moda o Design, a Comunicação Social, a Produção, a Organização de eventos e afins como a Moda, etc. que leva o mesmo caminho…

O mundo gira sempre, e o que é moda hoje amanhã não é… Mas fica sempre quem sabe. Quem tem jeito, quem tem habilidade, vocação. E embora muitas destas qualidades já nascerem com o próprio, o trabalho contínuo, e o modo como se faz, tem de se aprender na prática, a fazer com quem sabe, ou na Escola, dado que não se tenham perdido só pela teoria.

Na escola as professoras incentivam a escolher o futuro, para quem não sendo grande estudante vacila no adormecimento total de nada ter…nem querer escolher como ganhar o pão de todos os dias. A letargia da juventude…o não saber o que fazer, o vicio de nada fazer e tudo aparecer feito, não cria ansiedade e a aventura de fazer, construir, realizar do zero algo pessoal onde se retrate, procure melhorar e acertar na sua vontade de mais saber.

Isto vem a propósito da actual situação da imprensa e de toda a Comunicação Social do nosso País e podemos alargar para o Mundo, pois já nada se faz que fique entre paredes, tudo vai para o mundo através da net.

Como se diz: “Isto anda tudo ligado” e na verdade hoje é tudo tão simples, e ainda bem, que qualquer um pode fazer uma página na Net  a que chama jornal.

Ou pode sem nada pagar fazer o mesmo no Facebook.

Já isso não acontece na edição em papel, pois carece de uma vasta equipa e grande despesa com papel e gráfica.

Uns chegam de para-quedas, sem nada conhecer do nosso Concelho, nem as pessoas, nem os locais, reformados a fugir de um qualquer mau passado, como defesa, antes que os ataquem, desatam a dizer mal de tudo e de todos, e naturalmente ganham público ávido de broncas.

Mas se a consistência for real, pode durar e ganhar credibilidade com o chamado jornalismo de investigação ou pesquisa, mas só se tudo não passar de “papéis” dados pela partidarite doentia, quer da oposição ou não. Daí passa a ser um órgão do partido X.

E nada se perde. Será melhor que se identifique “Blogue do Partido tal”. Quem gosta consome e quem não gosta põe de parte…

Ora nestas andanças, o povinho apercebe-se facilmente logo  ao fim de uns dias. E há quem ande por cá há mais de quarenta anos, sem enganar ninguém. Consolidando e mostrando o que fez, o que faz e o que pretende fazer. Sofrendo na pele as promessas, as perseguições e as penalizações.

O nosso grupo de Media “Pretend’ alcançar” nasceu das boas vontades e experiência adquirida de uma agência de publicidade, a única no Concelho de Mafra que mantém licenciados a trabalhar (sem nenhum vinculo com a Câmara) e que sempre ajudou a embelezar e a apoiar no arranjo gráfico as nossa edições e naturalmente com o seu corpo criativo a dar ideias diferentes do que vinha a público pela concorrência.

Agora com alguma independência, sem fins lucrativos, está a consolidar e dar aso à continuidade de diversos projectos, dentro do Turismo (Jornal, Guias e souvenirs), dentro das produções de conteúdos (tem uma redacção, fotógrafos, gráficos, com conhecimentos do concelho e com um arquivo de imagens único), e de programas de Televisão e rádio (com o equipamento da Ericeira TV, já fez vários vídeos institucionais e de formação). Já provámos.

No nosso projecto, agora que se fala na volta de mais um “blogue” concorrente (atenção que não fomos nós que inventámos esta palavra, para identificar uma página (site) na internet) Que seja bem-vindo, mas convém divulgar que mantemos a nossa ambição e sem dinheiro já muito fizemos e continuamos a querer fazer. E nunca ninguém nos levou ao colo, nem nos entregou de mão beijada, o que quer que fosse.

E pena temos que em vez de uma união forte e necessária, cada vez se criem mais ramos frágeis em termos de comunicação. Seria bom, em alternativa, para todos os que sonham com a profissionalização, existir um grupo forte e coeso com um diário ou um semanário que mostrasse 100% profissionalismo, independência e ambição de ganhador.

Já fizemos Obras ímpares em edição em papel, e queremos fazer mais, mantemos diariamente aqui e no Site do Facebook novidades , quer por escrita, imagem e vídeo, e queremos com as escolas do nosso Concelho, partir para a descoberta e desenvolvimento da ERICEIRA TV e da ERICEIRA RÁDIO. É essa agora a nossa aposta.

Radio

É um projecto ambicioso, querer com gente nova, fazer do zero, algo que mais tarde se torne num caminho profissional para muitos que nada têm ao seu alcance pela nossa zona e não vêem solução para o seu futuro. Como incubadora ou não, mas pela mão dos professores, encaminhar com os veteranos da rádio, da TV e do teatro (que vivem por aqui) e com quem sabe fazer, os primeiros passos na arte de comunicar com a imagem, a voz e a escrita. Um desafio para todos.

Não é com politiquices que lá vamos, nem dizendo mal por dizer, embora até o fazer possa ser considerado politica…mas apostamos apenas no trabalho e no saber.

Já temos muitas ferramentas… (falta sempre mais) mas agora faltam os cérebros e a vontade dos jovens para irmos muito mais além.

É tudo muito mais fácil, mas tem de haver saber, experiência e muita vontade de ensinar e ajudar os mais novos que queiram de verdade sonhar e construir.

estudio