Ambiente Tempo

DEPRESSÃO ALEX: Autoridade Marítima Nacional alerta para agravamento das condições meteorológicas

Depressão Alex traz consigo ocorrência de chuva, ventos fortes e agitação marítima forte


Na sequência da passagem da depressão Alex, a Autoridade Marítima Nacional avisa que se prevê um agravamento das condições meteorológicas. As medidas de prevenção devem ser levadas em conta, especialmente, por todos aqueles que se encontrem junto às zonas costeiras, arribas e praias considerando este agravamento das condições “de risco”, sendo necessário cuidados redobrados como:

  • Reforçar a amarração e manter uma vigilância apertada das embarcações atracadas e fundeadas;
  • Evitar passeios junto ao mar, de onde se destacam os molhes de proteção dos portos;
  • Evitar passeios junto à orla costeira, nas arribas e nas praias, bem como a prática de atividades lúdicas nas zonas expostas à agitação marítima;
  • Evitar a pesca lúdica, mais concretamente junto às falésias e zonas de arriba nas frentes costeiras atingidas pela rebentação das ondas.​


Segundo um comunicado da Marinha Portuguesa, a agitação marítima será caracterizada por ondulação proveniente do quadrante Noroeste com altura significativa que poderá atingir os 6 metros e período médio a variar entre os 10 e os 12 segundos. O vento poderá registar velocidades superiores a 60 km/h e rajadas acima de 85 km/h, também do quadrante Noroeste.

Até às 23h59 do dia 3 de Outubro de 2020, é proibida a demanda ou a saída do Porto de Pesca da Ericeira, estando fechada a barra deste Porto.

A Autoridade Marítima Local de Cascais estará de prevenção e pronta para responder às situações que ocorram e demandam a sua intervenção em matéria de salvamento marítimo.

Fontes: CMM / Agricultura e Mar Actual