Serviços Públicos na região de Mafra

È urgente repensar os Serviços Públicos na Região de Mafra


Há vários anos, quando me estabeleci no concelho de Mafra escolhi a sede
do concelho, por nela haver todos os serviços públicos necessários, todos os
bancos e boas escolas, malgrado a Malveira já ter acesso de auto estrada
direto para Lisboa e Mafra o não ter.


Passados que foram cerca de 25 anos, e as terras de Mafra terem sido
opção para milhares de pessoas demandarem a região gentrificando-a
paulatinamente, dada a proximidade de Lisboa, o custo do metro quadrado
de habitação ser substancialmente inferior ao da grande cidade e a
substancial melhoria das acessibilidades rodoviárias às populações de maior dimensão do concelho, os serviços públicos, embora ora concentrados no centro da vila numa pseudo-loja do cidadão, dado não serem serviços complementares aos outrora existentes e no edifício do tribunal, deixaram de corresponder eficazmente às necessidades da crescente população, que teve um crescimento exponencial, quer na região da Ericeira, quer na da Malveira.


Parece-me imperioso que se estabeleçam novos serviços públicos nestas
duas localidades, ( Ericeira e Mafra), para que os serviços da vila de Mafra
não sejam autênticos calvários para quem os demanda, quer por
necessidade profissional quer a título particular. talvez fosse por essa razão
interessante e necessário repensar todos os serviços públicos no concelho, e
estabelecer nestas duas populações duas verdadeiras lojas do cidadão,
complementares aos atuais existentes na a Vila de Mafra, que sejam
realmente vias mais rápidas eficientes e eficazes, para servir a população
residente.


Nuno Pereira da Silva
Coronel de Infantaria na Reserva