PORTUGAL VAI TER PLANO FERROVIÁRIO NACIONAL

Por iniciativa dos Verdes,

Portugal terá, muito em breve,

um Plano Ferroviário Nacional,

documento estruturante para voltar a erguer uma rede ferroviária que sirva a mobilidade dos passageiros e das mercadorias e que sirva o país, não só numa prestativa interna como também na sua ligação ao país vizinho e ao resto da Europa. 

Este Plano Ferroviário Nacional foi hoje aprovado na Assembleia da República pela nova maioria parlamentar e é já um dos primeiros frutos dos acordos que o PEV firmou com o Partido Socialista. 

“Comboios a rolar, Portugal a avançar” continua a ser um dos lemas dos Verdes. O PEV considera que este Plano Ferroviário vai dar um contributo fundamental na resposta aos desafios ambientais, nomeadamente às alterações climáticas que vão ser discutidas em breve em Paris no quadro da COP21. 

Este Projeto de Lei é um importante contributo para a redução das emissões em Portugal, para a redução do consumo energético, nomeadamente dos combustíveis fosseis, e para o reordenamento do território que leve a uma melhor ocupação do país. Para além disso, é fundamental para a mobilidade das populações e mercadorias. 

Este Projeto já tinha sido apresentado pelo Partido Ecologista “Os Verdes” na anterior legislatura e foi chumbado por PSD/CDS que, hoje, votaram novamente contra a proposta do PEV, o que não surpreende os Verdes porque estes partidos estiveram sempre empenhados em desmembrar a Rede Ferroviária Nacional. 

Os Verdes relembram ainda que já entregaram, em sede parlamentar, outra iniciativa sobre a ferrovia, um Projeto de Resolução que recomenda ao Governo que “Proceda à reposição do serviço público de transporte de passageiros, na Linha do Leste, em todo o seu percurso”.

 O Grupo Parlamentar “Os Verdes”