O “efeito do Verão” na vida sexual

Mais de metade da população revela que atividade sexual

aumenta nos meses de verão

 

As pessoas sentem-se mais felizes, com mais energia e ainda mais atraentes durante os meses de verão, revela o estudo “The Summer Uplift Effetct” sobre o efeito do verão no sexo.

O estudo “The Summer Uplift Effetct” destaca algumas das razões científicas pelas quais o verão nos faz sentir com o ego mais alto e apresenta dicas úteis para ajudar os casais a apimentar as relações durante o verão.

No entanto, o estudo revela que os casais precisam de alguma ajuda para adicionar um pouco de “tempero” à vida sexual. Um quinto dos entrevistados revela que sua vida sexual não melhorou no último ano e um em cada dez (11%) afirma que não experimenta nada de novo na intimidade há mais de seis anos.

Segundo o mesmo estudo, durante o período de verão, as prioridades dos amantes alteram-se, sendo que apenas 5% das pessoas afirma que vai passar mais tempo com o parceiro.

É fácil encontrar casais que tenham caído na rotina e conveniência da sua vida sexual. A falta de tempo ou apenas a força do hábito são os principais culpados para não se apimentar o sexo. Mas o verão é a época do ano em que as pessoas se sentem no seu melhor, por isso é o momento perfeito para agitar a relação e experimentar coisas novas“, refere Alix Fox, especialista de sexo e relacionamentos da Durex.

O estudo, encomendado pela marca de preservativos, mostra ainda que quase um terço dos inquiridos (29%) se sente mais aventureiro durante os meses de verão, sendo, por isso, de acordo com os especialistas, o período, por excelência, em que as pessoas se sentem mais predispostas para novas aventuras. O relatório aconselha a “que se passe mais tempo de qualidade com o parceiro, desfrutando ao máximo desta energia de verão”, que também significa libertar a endorfina, a hormona da felicidade, que nos faz sentir “mais relaxados e ligados à pessoa amada”.

Estudo The Summer Uplift | Outros números 

  • 11% revela que não experimentam nada de novo na intimidade, há mais de seis anos;
  • 27% sente que tem mais liberdade no verão;
  • 13% pretende ser mais aventureiro no quarto este verão;
  • 36% diz que o principal fator que os torna menos propensos a ter sexo no verão é o calor;
  • 9% planeia fazer sexo este verão;
  • 26% está mais recetivos ao sexo no verão;
  • 62% terá a mesma quantidade de sexo durante o verão do que aquela que praticam durante o resto do ano;
  • 47% terá uma nova aventura este verão;
  • Apenas 5% passará mais tempo com o parceiro este verão;
  • 26% está menos recetivo a sexo comparativamente com anos anteriores;

Universo:  2000 entrevistas realizadas a adultos entre os 18 e os 60 anos

Maio de 2015.