Cultura

Já se sabe quem são os vencedores do Prémio Literário do Município de Mafra

Entre 89 candidaturas aceites a concurso, a Câmara Municiapl de Mafra acabou de deliberar homologar a proposta de atribuição do Prémio Literário do Município de Mafra formulada pelo júri.

“A Infânia Indistinta” , da autoria de José António Carvalho Batista (proveniente de Tabuaço), foi premiado como o melhor trabalho inédito pela sua qualidade literária, nesta edição, dedicada à Poesia.

“Pela diversidade que mostram dentro de uma escrita informada e elaborada, com diversos géneros de respiração poética” foram ainda atribuídas três Menções Honrosas referentes às seguintes obras:

  • “Do Caderno do Andarilho”, cujo autor é Pedro Manuel Martins Baptista (Coimbra);
  • “Livro sem Poesia”, de autoria de Regina Célia Ribeiro Faria (São Paulo, Brasil);
  • “Poemas Nómadas”, da autora Margarida Maria de Mello Pereira de Castro da Hora (Eskilstuna, Suécia)

Nesta primeira edição, o júri foi constituído por três elementos de reconhecida idoneidade e prestígio no mundo da cultura e da literatura: Fernando Pinto do Amaral, que presidiu, Alice Vieira e José Fanha.

No Dia Mundial da Poesia, 21 de março de 2021, a Câmara Municipal procederá, em cerimónia pública, à apresentação da edição da obra premiada e à atribuição do valor pecuniário de dois mil euros ao autor, José António Carvalho Batista.

O Prémio Literário do Município de Mafra tem como finalidade incentivar, promover e divulgar a criação literária, sendo atribuído alternadamente a obras inéditas de poesia e de prosa de ficção. São admitidos a concurso exclusivamente textos inéditos, escritos em língua portuguesa, da autoria de indivíduos de nacionalidade portuguesa ou estrangeira e de autoria única.

FONTE: CMM