FESTIVAL ACORDEÕES DO MUNDO

“CELINA DA PIEDADE E VOZES DO CANTE”

ENCERRAM 12.ª EDIÇÃO DO FESTIVAL ACORDEÕES DO MUNDO

 

“Celina da Piedade e Vozes do Cante” vão protagonizar o último concerto da edição deste ano do festival Acordeões do Mundo, no próximo dia 7 de novembro, pelas 21h30, no Teatro-Cine de Torres Vedras.

 

Celina da Piedade, acordeonista, cantora e compositora, vai assim apresentar-se no XII Festival Internacional de Acordeão de Torres Vedras com um espetáculo em que presta homenagem ao melhor do cante alentejano. Quem já a viu em concerto reconhece-lhe imenso carisma. Celina da Piedade tem revelado o seu acordeão e a sua voz nos mais diferentes contextos, entre as formas e cores tradicionais, em viagens pelas memórias da música de raiz portuguesa e num sentir mais moderno e universalista. Desenha uma música cheia de alma e de personalidade que, em palco, ganha com a sua formidável presença.

Recorde-se que Celina da Piedade dedica-se ativamente ao estudo e divulgação do património musical alentejano. Aos seus músicos juntam-se neste espetáculo as “Vozes do Cante”, um grupo selecionado das melhores vozes alentejanas. Pelo facto de Celina da Piedade cantar o sul como poucos, tem sido convidada a levar a música alentejana aos mais diversos pontos do globo, nomeadamente a países como a Argélia, a Espanha ou o Brasil.

O preço dos bilhetes para se assistir ao concerto de “Celina da Piedade e Vozes do Cante” no Teatro-Cine de Torres Vedras é de 5 euros.

O festival Acordeões do Mundo é uma organização da Câmara Municipal de Torres Vedras; é programado e produzido pelo Teatro-Cine de Torres Vedras; é patrocinado pelo Arena Shopping; tem o apoio da Oeste Portugal; a Água do Vimeiro como água oficial; e o Ô Hotel Golf Mar como hotel oficial.

FICHA TÉCNICA

Voz e Acordeão: Celina da Piedade

Voz e Viola Campaniça: António Bexiga

Voz, Glokenspiel e Percussão: Filipa Ribeiro

Contrabaixo: Carlos Menezes

Viola Campaniça, Percussão e Voz: Alex Gaspar

Coro: Bernardo Espinho, Carlos Arruda, Hugo Bentes, Luis Espinho, Luis F Reis, Luis Soares

Som: João Paulo Nogueira

Luzes: Pedro Leston /Conceção do espetáculo: Alex Gaspar e Celina da Piedade