Política

Comunicado do Partido Socialista de Mafra

A Concelhia do Partido Socialista em Mafra, remete o comunicado, fase ao aumento brutal de casos confirmados que a Vila de Mafra conhece e as medidas, no imediato, que se propõem ao executivo camarário virem a ser tomadas.
Este será entregue na reunião de executivo da Câmara Municipal de Mafra que hoje, dia 20, se irá realizar nos Paços do Concelho.

O comunicado:

” O Partido Socialista de Mafra vem expressar a sua preocupação pelo crescimento do número de casos ativos da Covid-19 no Concelho enquadrando Mafra no segundo patamar mais grave de casos por cem mil habitantes, nos últimos 14 dias. Consideramos que perante este cenário são necessárias e urgentes tomadas de medidas concretas, quer na contenção do vírus, quer no apoio a empresas e aos cidadãos.

Se numa primeira fase da pandemia os autarcas e autarquias do Concelho souberam estar à altura, nesta segunda vaga pouco ou nada se tem feito para conter e combater a propagação da Covid-19, e isso para além de preocupante é grave.

Os Munícipes precisam de ter confiança nos seus órgãos autárquicos, na crise de saúde pública mais grave dos últimos 100 anos, os responsáveis políticos concelhios não podem optar por “enfiar a cabeça na areia” criticar os órgãos nacionais e esperar que passe! Porque estamos, diariamente, em combate contra o vírus e a favor das Pessoas a responsabilidade é dar resposta imediata aos problemas concretos atuais e que se avizinham.

Neste sentido o PS de Mafra propõe, com carácter de urgência, as seguintes medidas:

  • Dotação financeira extraordinária para as Associações e Coletividades do Concelho no valor de 300 mil euros;
  • Criação do “cheque Comércio Tradicional Mafra 2020” no Valor de 2 milhões de euros a ser distribuído pelas Freguesias do Concelho para ser gasto no comércio local de cada Freguesia;
  • Alargamento da rede de apoio social concelhio a famílias que se encontrem em confinamento profilático, ou que se encontrem em situação de desemprego e de perda acentuada de rendimentos;
  • Distribuição de máscaras e produtos desinfetantes pela população nos locais de maior concentração de pessoas (transportes, escolas e zonas comerciais);
  • Apoio extraordinário às IPSS do Concelho no valor de 500 mil euros;
  • Apoio extraordinário aos Corpos de Bombeiros Voluntários do Concelho no valor de 750 mil euros;
  • Congregar os grupos de cidadãos que prestam apoio e ajuda social e apoiar e dotar os mesmos de meios físicos e de mobilidade;
  • Adquirir aos produtores locais os seus produtos que não conseguem escoar e doar os mesmos a IPSS e famílias carenciadas.
  • Cancelar até ao fim do primeiro semestre de 2021 o pagamento de todas as taxas ao comércio.

Mais obras ou apoio às pessoas?

As pessoas e muito do pequeno setor empresarial precisam de apoios. A situação é de emergência e em situações de emergência “não se limpam armas, ajudam-se as pessoas a minimizar os efeitos da crise que se instalou.

Não é a altura para mais obras, para serem inauguradas nas eleições que se avizinham. As pessoas precisam de apoio. “

Acerca do autor

ericeiraonline

ericeiraonline

Adicionar comentário

Clique para comentar