CIRURGIA DE AMBULATÓRIO DISTINGUIDA COM CLASSIFICAÇÃO MÁXIMA

A Associação Portuguesa de Cirurgia Ambulatória (APCA) congratula o Centro Hospitalar de Entre Douro e Vouga (CHEDV) pelo trabalho que tem sido desenvolvido na Unidade de Cirurgia de Ambulatório do Hospital de S. João da Madeira, avaliada, pela Entidade Reguladora de Saúde, no dia 25 de junho, com grau de excelência clínica máxima (nível III).

“A Unidade de Cirurgia de Ambulatório do Hospital de S. João tem vindo a melhorar gradualmente o seu serviço, registando mais de quatro mil cirurgias por ano, na área da cirurgia geral, oftalmologia, ortopedia, ginecologia e urologia”, afirma Paula Sarmento, Diretora Clínica do CHEDV e Coordenadora da Unidade de Cirurgia Ambulatória do Hospital de S. João da Madeira.

E sublinha: “A cirurgia de ambulatório tem sido uma das nossas áreas prioritárias de desenvolvimento dentro do hospital. É uma cirurgia mais rápida, com poucos riscos associados para o doente, permitindo-lhe que vá para casa fazer a sua própria recuperação, não dispensando de uma equipa multidisciplinar pronta a atuar, assim como de uma linha telefónica aberta 24 horas a dúvidas e questões que possam surgir por parte do doente.”

O governo vai disponibilizar, até ao final do ano, 22 milhões de euros para aumentar a atividade cirúrgica no Serviço Nacional de Saúde, sendo dada preferência ao tratamento em cirurgia de ambulatório. Das 564 mil cirurgias programadas em Portugal, até final de 2015, prevê-se que 330 mil cirurgias sejam realizadas em ambulatório.

A Associação Portuguesa de Cirurgia Ambulatória (APCA) existe em Portugal desde setembro de 1998, resultado da necessidade de criação de uma estrutura que desenvolvesse e divulgasse o conceito de Ambulatório no nosso País. Ao longo destes anos tem vindo a desenvolver inúmeras iniciativas na área e teve o reconhecimento de estrutura com Estatuto de Interesse Público, em Junho de 2009. O principal objetivo da Associação é defender, promover e protagonizar o processo de evolução da cirurgia de ambulatório no nosso País.